Como a construção civil pode mergulhar no digital em 2019?

Como a construção civil pode mergulhar no digital em 2019?

Confira o que já vem agitando o setor construtivo e está sendo até mesmo chamado de a quarta revolução industrial!

O espectro da tecnologia disponível hoje em dia é amplo e profundo. De modo geral, esse ecossistema-tec aumentou expressivamente na construção civil nos últimos três a cinco anos e independente do grau de investimento, em algum momento será preciso abraçar por completo a tendência, focando onde investir e como minimizar os riscos.

De acordo com um artigo da The New Age of Engineering and Construction Technology, “as empresas que fizerem as apostas certas agora, provavelmente serão os líderes da indústria nos próximos 10 a 15 anos, se combinarem um maior investimento em tecnologia com um compromisso de mudança por parte do staff. Acima de tudo, será preciso alterar aspectos fundamentais da estrutura organizacional, cultura corporativa e sistemas, com o objetivo de integrar perfeitamente novas ferramentas no trabalho diário”.

Confira o que já vem agitando o setor construtivo e está sendo até mesmo chamado de a quarta revolução industrial:

RA e VR

Tanto a realidade aumentada como a realidade virtual continuarão a ter muitos usos em construção. Notavelmente, ambos utilizam a percepção virtual, por meio de digitalização, para ajudar a moldar a realidade. As ferramentas ajudam trabalhadores a interagir com um protótipo e identificar potenciais confrontos antes do processo de compilação, diminuindo significativamente a quantidade de retrabalho. Soluções de RA e VR estão mudando a forma de empresas de construção projetar, construir e operar, trazendo simplicidade, praticidade e capacidade de resolução de problemas em tempo real para o canteiro de obras. Como essas tecnologias imersivas continuam a avançar, estão se tornando elementos fundamentais do processo construível para visualização de dados complexos e apoio de experiências mais rico em informações.

BIM/VDC

Gerenciamento de múltiplos projetos de grande porte podem ser um desafio, mas o BIM/VDC está aí para ajudar na otimização. É um movimento em direção à democratização de dados (ou seja, o acesso por todos), auxiliado pela modelagem de informações e integração eficaz, ajudando as equipes de construção a colaborar melhor e agir mais eficientemente. Com um amadurecimento imenso durante a última década, essas aplicações apresentam uma grande oportunidade para membros da indústria, principalmente com projetos cada vez maiores, onde o desafio de gerenciar a enorme quantidade de dados gerados torna-se mais difícil. Sem contar o valor agregado das ferramentas.

GPS

Sistemas de posicionamento global podem ser sincronizados com outras tecnologias para produzir resultados positivos e evitar ou resolver problemas. Velho conhecido, o GPS está emergindo em valor e utilidade para melhorar muitas áreas de um projeto de construção. Por exemplo, um trabalhador perde cerca de 1,5 horas de espera ou à procura de materiais. Com a automação geo-contextual, o tempo de escolha diminui, aumentando a eficiência de transação. A localização GPS de materiais permite ainda que relatórios em tempo real sejam gerados junto a outros dados acionáveis. E funciona bem com outras tecnologias para ajudar a evitar problemas e resolver aqueles latentes.

Aplicativos móveis

Aplicativos via smartphone ou tablet são moeda de troca de informações digitais. Os apps trabalham em harmonia com outras tecnologias para fornecer à equipe de construção ferramentas para serem mais produtivas. Além disso, são cada vez mais projetados para profissionais de campo, aumentando sua eficácia. Mesmo ainda sendo uma indústria tradicionalmente conservadora quando se trata de adotar novas tecnologias, o mercado moderno está forçando o setor de construção a mudar, principalmente no que diz respeito a aumentar a produtividade.

Drones

Drones têm sido uma tecnologia ascendente e parece que mais aplicações estão a caminho. No exterior, a indústria de construção experimentou um crescimento de 239% em seu uso, maior do que qualquer outro setor comercial. Com seu ponto de vista aéreo e habilidades de coleta de dados, oferece benefícios que variam de segurança no canteiro de obras com monitoramento remoto a alimentação de softwares que geram modelos 3D a partir de imagens 2D, e até mesmo se compara aos modelos 4D BIM para medir os problemas de progresso e sequência.

Inovações tecnológicas em destaque incluem ainda a telemática, equipamentos inteligentes, softwares de contabilidade e CPM, câmeras de segurança 3600 e tecnologia wearable.

Assine nossa newsletter e receba os principais conteúdos voltados para as inovações e tendências do mercado da construção civil.

Assine agora!

Facebook Comments