Rhodia: maior evolução no plástico de engenharia

Rhodia: maior evolução no plástico de engenharia

Pronta a compartilhar experiências e iniciativas, além de colocar sob os olhos do público da Feiplastic toda a sorte de inovações em plásticos de engenharia, a Rhodia, do grupo Solvay, foi presença de peso na Feira. Marcos Curti, diretor para as Américas da área global de negócios Plásticos de Engenharia, considera o evento do setor oportunidade para “aprofundar o relacionamento com o mercado, além de mostrar o que estamos desenvolvendo em nossos laboratórios em todo o mundo em plásticos de engenharia, à disposição dos clientes e do mercado para uma série de aplicações de diversos mercados”. Ele lembra que há desafios como a elevação nos custos e necessidade de ajustes imediatos na economia, “mas o setor vem fazendo sua lição de casa, desenvolvendo programas de excelência operacional e combinando suas atividades à demanda”, reitera.

O que expôs: duas novidades como o Technyl® One, nova tecnologia de polímeros patenteada e projetada especialmente para aplicação em dispositivos de alta proteção elétrica, como disjuntores, mini-disjuntores e contactores de alta voltagem, que demandam propriedades elétricas e mecânicas superiores em operações críticas, além de fácil processamento e significativa resistência à corrosão. E o Sinterline™, tecnologia de poliamida 6 em pó desenvolvida especificamente para processos de sinterização a laser (SLS, na sigla em inglês), visando a aplicação em peças que demandem maior resistência térmica e mecânica. Com essa tecnologia é possível a impressão em 3D de peças complexas em plásticos de engenharia para diferentes aplicações e mercados, com destaque para o setor automotivo. Permite maior liberdade de design, redução de peso e de custos ao longo do processo produtivo.

Conteúdo Proprietário – Reed Exhibitions Alcantara Machado

Comentários