Iluminação Arquitetural – RGB x Mono

Iluminação Arquitetural – RGB x Mono

Fonte: Color Kinetics (Degollado Theater/México)

Hoje vamos falar sobre um assunto polêmico na área da iluminação urbana: destaque arquitetural e monumental.

Muito se discute no mercado sobre critérios (ou a falta deles) na iluminação de destaque para fachadas e marcos urbanos. Profissionais da iluminação, há muito tempo, divergem sobre o que é o mais “correto” no que diz respeito à escolha de técnicas, sejam elas monocromáticas (neste caso, luz branca), policromáticas (RGB) ou híbridas (Luz Branca + RGB).

Antes de mais nada, é preciso deixar claro que existem inúmeros exemplos bem-sucedidos em todas estas variações. O problema é o mau uso das técnicas e o desvio do propósito original.

Com a enorme liberdade proporcionada pela tecnologia LED, muitos “artistas da luz” acabam preocupando-se mais com o protagonismo da iluminação do que com o objeto a ser valorizado. Este, infelizmente, é um erro comum.

Vale ressaltar que a “iluminação de espetáculo” tem a sua importância e deve, sim, acontecer. No entanto, deve estar reservada a eventos e ações promocionais. Fora isso, a maior parte do tempo, o protagonismo deve estar voltado ao edifício ou à obra.

A iluminação de destaque deve ter um contexto e, de preferência, “contar uma história”.

Um exemplo foi a proposta realizada no Coliseu de Roma, na Itália (vide imagem abaixo). A iluminação teve como conceito recriar a ambientação de seu funcionamento quando inaugurado, séculos atrás. A fachada recebeu uma iluminação monocromática de baixa intensidade simulando a luz do luar. Já, para a parte interna, foi adotada uma coloração próxima ao âmbar, fazendo referência ao fogo das tochas que iluminavam o local naquele tempo. Vejam, portanto, como a proposta luminotécnica pode ser rica, enaltecendo e respeitando a história da obra e sua relevância para o contexto urbano, aliando boa estética ao destaque responsável.

Fonte: Google (Coliseu de Roma/Itália)

 

Essa é uma seleção de conteúdo da Reed Exhibitions Alcantara Machado sobre o mercado. Para continuar lendo, visite o site Lighting now! com a matéria completa.

Facebook Comments