7 dicas para explorar melhor a coquetelaria em um negócio de alimentos e bebidas

Por Renato Mussa

A coquetelaria para mim vai muito além do que bater coqueteleira e preparar bons coquetéis. Muito diferente do que era há 18 anos, quando eu entrei nesse universo de bares muito despretensiosamente…   

Naquela época eu era jovem, precisava trabalhar, queria ter meu próprio dinheiro. Jamais vislumbrava que trabalhar com coquetelaria se tornaria tão promissor como é hoje em dia. 

Os anos foram passando e com eles chegaram a experiência, então depois de muito tempo atrás da barra vejo a cena da coquetelaria com muito mais maturidade. Hoje consigo identificar quando ela pode ser uma grande oportunidade de negócio. 

Surgiu uma oportunidade de vir pro sul onde tive a chance de transformar a coquetelaria em um negócio criativo, comercial e rentável.  

Isso reforça ainda mais a ideia de que quando exploramos a coquetelaria de forma estratégica e inovadora nós conseguimos potencializar os negócios de alimentos e bebidas.  

E pra te provar que coquetelaria é sim um puta negócio, eu separei 7 dicas para que você consiga implementar no seu negócio. 

1. NEM SEMPRE É PRECISO CRIAR DO ZERO 

Você pode aperfeiçoar aquilo que já existe. Por isso eu sempre digo, usem e abusem dos clássicos, afinal, clássico é clássico, funciona em qualquer lugar do mundo desde que seja sempre executado com maestria. Para isso você irá precisar dos insumos corretos e profissionais bem treinados. 

2. ENTENDA QUAL É O SEU CUSTO 

Ninguém abre um negócio para perder dinheiro ou brincar de empreender. Para não dar passos no escuro, saiba quais são seus custos, domine todas as suas planilhas, seja o gestor do seu negócio. Para melhorar a saúde do seu financeiro, invista em uma carta com coquetéis comerciais com insumos com bom custo x benefício. 

3. INOVAÇÃO É A CHAVE 

Crie o conceito do seu negócio. As pessoas compram histórias, conte a sua e esteja além das tendências. Aposte em ideias inovadoras que sejam uma EXPERIÊNCIA ao seu cliente. Não foque só no coquetel, foque na experiência que o consumidor terá ao experimentá-lo. Assim você gera conexão e desejo. 

Leia também: Como potencializar seus ingredientes e sua carreira no bar?

4. OLHE PARA O SEU LIXO 

Quantos insumos não são desperdiçados diariamente no lixo do bar/restaurante? Foque no reaproveitamento e na reciclagem de insumos. Combater o desperdìcio é uma ótima forma de aumentar sua lucratividade, assim você, além de reduzir custos, está evitando desperdício desnecessário. 

5. CUIDADO!

Consultoria de bar não é menuzinho. Num mercado em ascensão é muito comum encontrar diversos profissionais de bar vendendo a realização de sonhos a preço de banana: DESCONFIE!  

O trabalho de um consultor vai muito além de construir um menu de coquetéis e receitas, ele precisa estar a par do branding do negócio, do estudo de mercado, dos custos operacionais, das dores e anseios dos proprietários, quais serão os parceiros estratégicos do negócio, entender sobre metodologias de treinamento das equipes, para só assim elaborar um menu sustentável que vá suprir todas as necessidades do negócio. 

6. SAIBA QUEM SÃO OS CONCORRENTES

Mas nunca se paute nele para saber no que inovar, porque esse é um ótimo caminho para continuar sendo o segundo lugar. 

7. NUNCA ESQUEÇA! 

Sucesso e fracasso só tem uma coisa em comum: a impermanência. Saiba sempre aproveitar as oportunidades e se manter em constante evolução. Nada é tão bom que não possa melhorar.