Ações para ajudar bares e restaurantes na pandemia seguem crescendo

Ações para ajudar bares e restaurantes não faltam, ainda bem! Afinal de contas, a gente sabe que criatividade não falta aos profissionais do setor, certo? Por isso, somada às parcerias, essa característica tem sido um dos principais ingredientes para enfrentar os obstáculos do atual cenário econômico.

Nesse sentido, de iniciativas como crowdfunding (financiamento coletivo) aos inúmeros cursos disponíveis, marcas como a Diageo, Pernod Ricard, Campari, entre outras, estabelecimentos e coletivos como o Ada Coleman, têm desenvolvido ações para levantamento de recursos e estímulo à capacitação.

Em virtude da extensão da pandemia, novidades foram desenvolvidas com o intuito de ajudar o setor a driblar a crise. Como resultado, estão, por exemplo, a recém-anunciada Alquimize-me e a Somos Mais Bar, criada em março.

Conheça diversas ações para ajudar bares e restaurantes que existem atualmente

Alquimize-me

Com apoio do BCB-SP, a The Gin Flavors, um dos principais sites brasileiros de venda de bebidas on-line, lançou em junho, a plataforma Alquimize-me, que permite que cada bartender crie e gerencie, de forma gratuita, uma loja própria voltada ao universo dos drinks. A princípio, a iniciativa se tornou alternativa de renda extra para os milhares de profissionais do setor que atuam no Brasil.

Com o impacto do fechamento de bares e restaurantes e redução do público, os bartenders podem agora, obter um e-commerce personalizado dentro da plataforma The Gin Flavors, com a possibilidade de destaque de imagens dos drinks e diferentes tipos de marcas. Um link único para ser compartilhado com amigos tanto quanto com seguidores e potenciais clientes. 

“Queremos dar visibilidade e novas possibilidades de receita, seja para um complemento de renda ou uma nova oportunidade dos bartenders ampliarem o relacionamento com seus clientes potenciais”, explica Erico de Angelis, Co-fundador da The Gin Flavors.

Em relação ao rendimento, as vendas realizadas pelas lojas personalizadas rendem aos bartenders, uma média de 8% de comissão para itens regulares. Toda a logística, envolvendo operações de venda e entrega em todo o país, ficam sob responsabilidade da The Gin Flavors.

Para o Gerente do BCB São Paulo, Daniel Pereira, “iniciativas como essa mostram como o setor pode enfrentar as dificuldades econômicas com união, criatividade e apoio de profissionais e das marcas”.

Somos Mais Bar

É no meio virtual também que surgiu outra ação que tem ajudado os profissionais a divulgarem o próprio trabalho. A iniciativa Somos Mais Bar, do BCB São Paulo, possibilita a bartenders de todo o país a oportunidade de mostrarem suas criações no Instagram do evento.

Para isso, é necessário enviar a receita com imagem, via direct, para ser avaliada pelo Diretor de Educação do BCB-SP, Marco De la Roche. A cada semana, um drink é selecionado e ganha um post. A ação já recebeu cerca de 200 receitas até o momento, prova de que a #drinquedasemana tem feito sucesso.

Artigos relacionados:

“O BCB-SP tem como um dos pilares promover a comunidade de bartenders brasileiros e sabemos que o alcance nas redes sociais vai além de quem atua na área. A Somos Mais Bar é uma ótima forma do profissional apresentar sua arte e seu estilo de coquetelaria para todo o país. É muito bom poder acompanhar de perto a criatividade dos bartenders de várias regiões, cada um com a sua característica própria”, avalia Marco.

Coletivo Ada Coleman

Além das novas ações, outras foram adaptadas com o andar da carruagem. De antemão, foi o que aconteceu com o Coletivo Ada Coleman, formado por cinco bartenders mulheres que têm se engajado na capacitação das profissionais do setor.

No início da pandemia, o crowdfunding Coquetelaria em Vertigem organizado pelo grupo ajudou 17 bartenders em situação de vulnerabilidade. Como resultado do levantamento de verba, obtiveram o equivalente a 17 salários mínimos. Em seguida, a extensão do isolamento levou o coletivo a criar workshops on-line e webinars sobre coquetelaria. Além disso, já estuda novidades para os próximos meses.

“O Coquetelaria em Vertigem foi o primeiro projeto para angariar fundos e auxiliar algumas mulheres. Claro que, naquela época, acreditávamos que a pandemia duraria menos tempo”, conta uma das idealizadoras, a Bartender Thatta Kimura.

Além do auxílio financeiro o grupo também estimulou a profissionalização. “Em 2020, conseguimos também beneficiar 30 mulheres com bolsas de estudos. Pretendemos dobrar esse número assim que a pandemia nos permitir”, acrescenta Thatta.

Sucesso das ações para ajudar bares e restaurantes

Entretanto, não é de agora que inúmeras iniciativas têm ajudado bares e restaurantes em meio à pandemia. Nessa jornada, que já dura um ano e meio, diversas marcas têm feito coro a movimentos e jus ao ditado “unidos venceremos”, com ações criadas no momento da crise e algumas delas estendidas. 

Por exemplo, a Diageo destinou verbas levantadas pelo e-commerce The Bar e pelo Movimento Pró-Bar, para ajudar bares e restaurantes disponibilizando cursos na plataforma Diageo Bar Academy.

Por outro lado, a Pernod Ricard também tem apostado na capacitação. Em parceria com a Trash Triki e a Associação de Restaurantes Sustentáveis, desenvolveu The Bar World of Tomorrow, sobre consumo responsável e sustentabilidade, temas que estão conquistando cada vez mais espaço no mercado, graças ao perfil do consumidor.

A Campari, por sua vez, lançou em sua página do Instagram, a campariacademybr, que traz inúmeras ações de aperfeiçoamento profissional. Em resumo, são materiais como seminários, dicas de negócios, tutoriais, entre outros. 

Por fim, vale ressaltar que bares e restaurantes integram o setor de Comércio, um dos maiores geradores de emprego. Além disso, é responsável atualmente por 13,6% do PIB nacional.