5 números que mostram que o Global Bar Week foi um sucesso

Evento inédito e digital do setor de bares e bebidas promoveu troca de experiências para além das fronteiras.

0
175
Palavras Global Bar Week em letras brancas em arte com copo transparente de bebida ao lado esquerdo, com fundo preto com faixa verde claro

O setor de bares e bebidas do Brasil e do mundo nunca mais será o mesmo depois do Global Bar Week. O evento inédito e digital foi resultado de um encontro único entre o BCB São Paulo, os BCBs de Berlin e Brooklyn e a feira Imbibe, de Londres.

O evento representou um hub de geração de contatos, novos negócios e atualização de conhecimentos com marcas e profissionais nacionais e internacionais. De 12 a 18 de outubro, o evento 100% digital ofereceu vantagens como:

  • Plataforma exclusiva para agendamento de reuniões, busca de produtos, mapeamento de rede de networking e consulta a expositores;
  • Palestras, rodadas de negócio online e reuniões 1:1;
  • 20 dias de acesso à plataforma digital e interativa, sendo 7 deles ao vivo;
  • Expositores do mundo todo, fabricantes e fornecedores de destilados premium, ingredientes, utensílios, acessórios e muito mais;
  • Visitantes altamente qualificados como bartenders, donos e gerentes de bares, mixologistas, distribuidores, varejistas e outros;

Veja a seguir por que o Global Bar Week foi um sucesso e os grandes números do evento!

O Global Bar Week foi uma oportunidade de ouro

O evento foi uma ação fundamental para o setor de bares, bebidas e coquetelaria em um contexto como o atual, de acordo com Fernando Nagamine, gerente de produtos digitais da Reed Exhibitions. “Consideramos que é fundamental manter a comunidade de coquetelaria unida neste momento e a atuação do BCB em diferentes regiões traz uma visão estratégica. A tecnologia e o formato digital tornaram a ação ainda mais acessível e inclusiva”, afirmou.

Da mesma forma, “com o Global Bar Week conseguimos firmar, mais uma vez, a essência do BCB, que é estar presente na evolução do setor, tanto no suporte para empresas quanto para os profissionais. Foi um canal qualificado para fortalecimento de marca e a criação de oportunidades de negócios. Com conteúdo para que pudessem se especializar, se reinventar e conhecer novas empresas e serviços”.

Ao mesmo tempo, o evento também atuou como uma sala de aula ao fornecer educação prática, de acordo com o diretor de Educação do BCB Brooklyn, Angus Winchester.

“A nossa comunidade é diversificada e conseguimos construir um ambiente inspirador. Os feedbacks de quem participou do Global Bar Week estão sendo incríveis, principalmente em relação ao programa educacional oferecido pelos quatro eventos, que contribuem para avanço do setor da melhor forma no novo normal”, disse.

Agora, veja 5 números que comprovam o sucesso do Global Bar Week

5 números do Global Bar Week

6.800 visitantes

O Global Bar Week recebeu, de forma altamente digital e interativa, cerca de 6.800 visitantes, como bartenders, donos de bares, restaurantes e hotéis, varejistas do mercado de bebidas, mixologistas, distribuidores, entre outros, sendo que 38% deste público era formado por profissionais de bares e 19% por pessoas que atuam na indústria de bebidas, os 43% restantes estão distribuídos proporcionalmente entre os demais perfis descritos.

“O processo de reunir o mundo na mesma plataforma e poder conhecer tendências de forma facilitada, foi excelente. Mais do que produtos e serviços em si, foram abordados temas relacionados a questões sociais como qualidade de vida e saúde mental. Isso mostra a importância de olhar para os profissionais como humanos. Não é só o técnico que vai aquecer o mercado, e o Global Bar Week conseguiu passar esse recado”, explicou Carolina Oda, Embaixadora do BCB São Paulo.

77 países

77 países estiveram representados no Global Bar Week, como Brasil, Estados Unidos, Alemanha, Índia, México e de todas as partes da Europa. De acordo com a diretora do BCB Berlin, Petra Lassahn, o Global Bar Week surgiu como uma oportunidade de juntar diversos profissionais em um mesmo ambiente de forma facilitada, apesar da pandemia.

“Estamos orgulhosos do que criamos juntos, abrindo novos caminhos para o futuro com a plataforma. As feiras digitais não substituem os eventos presenciais. Porém, no atual momento, foi uma grande possibilidade de reunião da indústria mundial”, afirmou.

Mais de 230 expositores nacionais e internacionais

Mais de 230 empresas do Brasil e do mundo participaram do Global Bar Week. Nomes como Arbórea Cachaça, Amázzoni Gin, Kalvelage, Bacardi, Brown Forman, Diageo Germany, London Essence (Britvic), Warner´s Distillery, Lanique, William Grant (Monkey Shoulder, Hendrick’s Gin, Hudson Whiskey and Milagro), Angostura e Branca USA.

Dessa forma, o Global Bar Week foi “a oportunidade de fazer uma comunicação mais personalizada. Muitas marcas, inclusive, aproveitaram o evento para apresentar novidades, tendências e categorias de produtos”, complementa Fernando Nagamine, Gerente de Produtos Digitais na Reed Exhibitions.

1.000 videochamadas

Cerca de 1.000 videochamadas foram realizadas,  onde profissionais puderam trocar experiências, firmar novos negócios e parcerias com empresas, palestrantes e outros profissionais do mercado. Além disso, tiveram a chance de conhecer de forma mais aprofundada determinadas novidades, serviços e produtos.

150 sessões e painéis

O evento contou com 150 sessões e painéis de discussão com temas fundamentais para a retomada das atividades, como por exemplo questões sociais, coquetelaria 3.0, empreendedorismo em tempos de crise, liberdade criativa, hospitalidade no pós-pandemia e sustentabilidade.

“O Global Bar Week foi a plataforma perfeita para abordar questões críticas que negócios estão enfrentando atualmente no mundo todo, olhar as tendências e refletir sobre importantes pontos como sustentabilidade, diversidade e inclusão”, afirmou a gerente de Conteúdo da Imbibe Live, Emily Impey.

Por conta da pandemia, passaríamos o ano sem evento, e a percepção da necessidade de conectar as diferentes pontas do mercado de bebidas e entregar conteúdo, vinda dos BCBs e da Imbibe Live, foi muito importante. Dessa maneira, acredito que o maior legado do evento são as ideias vindas das mentes criativas e brilhantes que falaram com o mundo inteiro”, diz Marco De la Roche, diretor de educação do BCB São Paulo.

Para não perder nada dos próximos eventos do BCB São Paulo, assine a newsletter e nos acompanhe no Facebook, Instagram e LinkedIn! E lembre-se: você não pode perder o BCB São Paulo 2021. Veja como participar como visitante ou marca expositora!