Associações ressaltam união e otimismo para retomada do setor de bebidas

0
81
3 taças, sendo uma taça com bebida azul à esquerda, uma taça com bebida laranja ao centro, e uma taça com bebida vermelha à direita, em fundo totalmente preto, realçando as cores de cada líquido

O mundo ainda tenta absorver os impactos econômicos e a lidar com o novo momento que estamos vivendo. Além disso, o mercado de bebidas, certamente, foi um dos mais afetados, por isso, profissionais e empresas tiveram de se reinventar. A Associação Brasileira de Bebidas e a Associação Brasileira de Bartenders – ABRABE e ABB, respectivamente, conversaram com o BCB São Paulo sobre o tema. Alguns dos temas foram oportunidades, conhecimento, crescimento, criatividade e aperfeiçoamento, itens que vão ajudar muito na retomada do setor de bebidas.

Mudanças rápidas no setor

As coisas mudaram rápido. Algumas delas, inclusive, pareciam ser ideais distantes especialmente para este mercado, como o e-commerce e o delivery. No entanto, a primeira boa notícia é que, de acordo com a ABRABE, o comércio eletrônico de bebidas tem crescido.

Entre os dias 26 de abril e 9 de maio, a alta foi de quase 45%. Além das vendas online, o delivery virou tendência e é outro negócio que cresceu fortemente. Inclusive, este sistema de entregas foi pauta do 3º BCB Shots, uma live repleta de dicas sobre o serviço.

Antes de falar de futuro, entretanto, é preciso ressaltar que a união, mais uma vez, se mostrou um ponto forte de toda a cadeia. Por todo o mundo não faltaram ações de mobilização e arrecadação de fundos. O BCB, claro, participou ativamente, liderando duas grandes campanhas.

No Brasil tivemos a #DistanciaAproxima, na qual cada salário mínimo arrecadado foi convertido em cestas básicas, produtos de higiene e medicamentos para os inscritos.

Por sua vez, na Alemanha a edição de Berlin ajudou a promover o Support Your Local Bar, que incentivou gorjetas aos profissionais que trabalham atrás do balcão, como bartenders e garçons, e um crowdfunding para ajudar donos de bares e restaurantes com custos fixos.

Previsões para a retomada do setor de bebidas

Sobre as previsões de mercado, Cristiane Foja, presidente-executiva da ABRABE, diz que ainda é difícil apontar o que podemos esperar deste ano, pois depende de como o país vai se ajustar a este período de reabertura.

“Ainda assim preferimos ter um olhar e uma abordagem otimista. Aconselho a todos, sejam estabelecimentos ou clientes, a seguirem os protocolos de higiene e segurança. Criatividade e entusiasmo também são palavras-chave para o recomeço. Essas atitudes serão fundamentais para ter sucesso na retomada”, afirma.

Esse impulso de otimismo ganha reflexo na história do próprio diretor da ABB, Paulo Jacovos. Após 17 anos atuando como gerente geral de um hotel, ele decidiu inaugurar, em agosto, o 1966 Pub Cocktail Bar, em Guarulhos (SP). Além de ter retomado o trabalho como bartender, Paulo vai ajudar na formação de profissionais, pois o local também funciona como Bar Escola e os alunos poderão atuar como estagiários no horário em que estiverem abertos ao público.

Os conteúdos lecionados no Bar Escola são enriquecedores: coquetelaria internacional, tipos de bebidas, equipamentos, copos, serviços de bar, custos e gerenciamento, prática e degustação de cocktails internacionais para que possam distinguir o que é um aperitivo, um refrescante, estimulante físico ou digestivo, aprender receitas perfeitas, como fazer as dosagens certas e, principalmente, como oferecer e vender cocktails em um bar.

“É uma oportunidade para todos os empreendedores, pequenos ou médios, de bares e/ou restaurantes, se desenvolverem, buscarem parcerias, conhecimento e subsídios de criatividade”, diz.

Leia também: Delivery de bares e restaurantes: como fazer entregas com qualidade?

Tanto as Associações quanto o BCB São Paulo seguem apoiando e acompanhando de perto as movimentações do setor, seja criando ações, campanhas ou disseminando informação. As oportunidades surgem nas crises, é o que diz o dito popular.

Entre noticiários, números e gráficos diários, um índice positivo que está em constante crescente é a solidariedade e o poder de inovação dos brasileiros. E, especialmente neste mercado, o otimismo, a parceria, a originalidade e a vontade de se reinventar diante das adversidades são os principais insumos que têm abastecido o estoque de todos os profissionais da área.

Acompanhe o blog as redes sociais do BCB para não perder nada do que acontece no setor de bares e bebidas!