Destilação: diferenças entre alambique e por coluna

0
363
Destilaria, alambique

Existem basicamente dois tipos de destilação: por alambique e por coluna. Dos dois, o alambique é mais simples e não muito diferente de uma chaleira gigante. Os holandeses chamam seus alambiques de Distilleerketel, sendo “ketel” holandês para chaleira.

Destilação por alambique

Os alambiques (foto no alto da página) mudaram pouco em centenas de anos e o desenho e a forma da câmara ou “panela” dos alambiques modernos seriam reconhecíveis para os destiladores de séculos atrás. Os alambiques consistem em uma câmara (pote) à qual o calor é aplicado.

O conteúdo ferve e os vapores que se acumulam na cabeça, no topo da panela, são direcionados para um espaço que se afunila em um tubo estreito, chamado pescoço do cisne. Isso leva ao condensador, onde os vapores são resfriados pela água fria, revertendo-os de volta à forma líquida.

O maior avanço nos alambiques nos últimos cem anos tem sido o método de aquece-lo. Os destiladores de antigamente tinham pouca escolha, a não ser acender um fogo diretamente sob o seu alambique, mas hoje, as caldeiras de alta tecnologia fornecem uma fonte confiável e controlável de vapor, permitindo ajustes precisos na temperatura de operação do destilador.

O aquecimento por meio de jaquetas de vapor e bobinas de serpentina aquecidas a vapor também reduz a probabilidade de queima associada aos destiladores aquecidos.

No entanto, apesar dos avanços no aquecimento a vapor, alguns destiladores ainda optam por usar calor direto, pois acreditam que o leve risco de queima é essencial para o caráter de seu destilado. Entre eles estão destiladores de conhaque e alguns destiladores de single malt whisky.

Essa é uma seleção de conteúdo da Reed Exhibitions sobre o mercado. Para continuar lendo, visite o site Difford’s Guide com a matéria completa.