BONSONI COCKTAIL – DRINQUE DE 1917 TRAZ FERNET COM FORÇA
Foto reprodução

O Bonsoni Cocktail é uma ótima pedida para fechar uma refeição

Bonsoni é um coquetel de origem desconhecida e com um nome de origem incerta. Sua aparição no repertório dos bartenders atuais deve-se à publicação de 2009 Rogue Cocktail Book, dos bartenders Maks Pasuniak e Kirk Estopinal, de New Orleans.

Sua simples receita chamou atenção pelo uso imoderado de Fernet. O livro é recheado de receitas desafiadoras!

O Bonsoni trabalha duas ideias bem interessantes nos dias de hoje, a primeira é por não ter um destilado base definido e a segunda é pelo alto volume de vermute, como um Martini Reverso.

Seguindo uma linha de coquetel aromático, este Drinque do Baú utiliza o Fernet como bitter e base alcoólica. Para trazer equilíbrio ao potente amargor do Fernet, aumenta-se a dose de vermute doce que contribui também notas complementares ao mentolado do amaro.

A receita aparece pela primeira vez na página 9 do livro Recipes for Mixed Drinks, escrito em 1917 por Hugo Ensslin que você pode ler inteiro aqui neste link. Neste mesmo livro podemos ver uma receita semelhante, o Appetizer à l’Italienne que adiciona xarope de goma e Absinto ao coquetel.

Esta receita com Absinto por sua vez aparece no livro de 1892, The Flowing Bowl, nos dando indicios de que a combinação já era comum. Para somar mais à complicada origem, este mesmo livro diz que um coquetel muito “en vogue” entre os sul-europeus era o L´Appetit, nada mais que um Bonsoni com fatia de laranja.

Foto reprodução

Sendo assim, podemos ver que o Bonsoni ganhou a fama por ter sido relembrado antes dos outros e por sua bela simplicidade.

A combinação de vermute tinto e Fernet traz notas de menta e chocolate, lembrando também o famoso digestivo Stinger que faz uso do comum Creme de Menta.

Enquanto o amargor e complexidade do Fernet possa ser demais para alguns paladares, para outros a combinação proposta pelo Bonsoni será uma bela adição ao repertório de digestivos não cremosos.

Uma das novidades do mercado brasileiro é o Fernet San Basile, produzido com diversas ervas aromáticas, as quais são colocadas em infusão diretamente em álcool etílico potável para extração de seus óleos essenciais

Segundo a lenda, esse aperitivo à base de ervas, flores e raízes foi criado pelo sueco dr. Fernet, mas este médico na verdade é um personagem fictício inventado pelo empresário Bernardino Branca em 1845, criador da receita original. Inicialmente vendido como um fortificante natural, se tornou um clássico. É um licor menos doce, de sabor intenso e definido, perfeito para adicionar complexidade a drinques como o Hanky Panky.

Essa é uma seleção de conteúdo da Reed Exhibitions Alcantara Machado sobre o mercado. Para conferir a matéria original, visite o site Mixology News.