A importância do tijolo, um material invisível na construção civil!

A importância do tijolo, um material invisível na construção civil!

Você conhece todas as propriedades desse material?

É provável que o tijolo seja o material de construção artificial mais antigo do mundo e apesar de não ter a grandeza da pedra ou a modernidade do concreto e do aço, possui uma notável série de propriedades: são econômicos, resistentes às intempéries, à prova de fogo, podem ser feitos de materiais naturais, são recicláveis, ambientalmente eficientes e com sua estrutura de célula aberta armazena calor e o libera lentamente, tornando construções frescas no verão e quentes no inverno.

Uma nova geração de arquitetos está reimaginando o que é um edifício de tijolos, e seu trabalho demonstra que, longe de ser anacrônico, esse material é suscetível de permanecer relevante no futuro, com novas maneiras para explorar as suas muitas qualidades. Confira algumas construções projetadas por esses profissionais:

Open Air Museum por Mecanoo (2000), Arnhem, Países Baixos

Esse patrimônio ao ar livre é uma coleção de edifícios vernaculares por toda a Holanda. Uma parede de 145 metros de comprimento formada por uma tapeçaria de tijolos com diferentes métodos de ligação e junção acolhe os visitantes, num claro aceno para a variedade de tijolos a serem encontrados além da parede. *confira em http://twixar.me/YLGK

South Asian Human Rights Documentation Centre por Anagram Architects (2005), Nova Deli, Índia

Idealizado para obstruir o ruído e a luz solar direta enquanto retém alguma iluminação natural e ventilação, a Anagram projetou uma fachada perfurada e elegantemente arranjada. O projeto demonstra a delicadeza que o tijolo pode ter, em uma forma que não seria concebida com qualquer outro material. *confira em http://twixar.me/cLGK

Community Centre Westvleteren por  Atelier Tom Vanhee e Room and Room (2011), Westvleteren, Bélgica

Combinando elementos de uma câmara municipal, uma escola do século XIX e um armazém de 1990, os arquitetos unificaram uma verdadeira colcha de retalhos, ou melhor, de tijolos. Os elementos existentes são decifráveis, o que significa que a renovação tem um sentido palpável da história e do renascimento que é inteiramente apropriado ao seu papel como um centro da comunidade. *confira e http://twixar.me/sLGK

ABC Building por Wise Architecture (2012), Seul, Coreia do Sul

Prédio de escritórios de cinco andares que o arquiteto cunhou como uma “montanha arquitetônica”. O mais cativante são as paredes perfuradas ao longo de todo o edifício, que permitem, vistas de fora, apreciar a beleza arquitetônica de longe. *confira em http://twixar.me/xLGK

Kolumba Art Museum por Peter Zumthor (2010), Colônia, Alemanha

Há provavelmente uma igreja milenar nesta construção. Enquanto partes de sua encarnação medieval sobrevivem, a maior parte do local foi destruída durante a Segunda Guerra Mundial. Zumthor optou por incorporar os elementos sobreviventes, combinando os edifícios originais dispersos em um todo coerente. As perfurações permitem que o ruído do ar e da cidade permeiem as paredes do museu. *confira em http://twixar.me/fWGK

Red Apple Apartment por Aedes Studio (2013), Sófia, Bulgária

Construindo em um local com poucas referências históricas, o Aedes Studio concebeu um antigo edifício de fábrica, em seguida, imaginou a sua conversão em apartamentos modernos. Isto permitiu uma série de detalhes envolventes, como chaminés, gaiolas de metal como varandas e aparentemente posições aleatórias de espaços de dupla altura. *confira em http://twixar.me/1WGK

CRÉDITO DA FOTO: Cortesia Anagram Architects

Assine nossa newsletter e receba os principais conteúdos voltados para as inovações e tendências do mercado da construção.

Assine agora!

Facebook Comments