Artigo: Dois passos para uma cultura de segurança robusta

Artigo: Dois passos para uma cultura de segurança robusta

Em um mundo no qual tecnologia e negócios estão cada vez mais associados, é indispensável que empresas de todos os segmentos construam estratégias de segurança em linha com a realidade da Era Digital, protegendo-se de ameaças cibernéticas. No entanto, não basta ter apenas uma estratégia de segurança de TI. É preciso que a estrutura tecnológica esteja devidamente configurada e atualizada e que a empresa como um todo siga protocolos de proteção, sob a orientação de profissionais certificados em segurança da informação.

A cultura de segurança de uma organização é composta pela mentalidade e os hábitos disseminados por seus profissionais, sendo que as iniciativas podem ter um amplo impacto sobre a preservação da companhia como um todo. Os hábitos, nesse caso, previnem e protegem contra ameaças externas e até internas, causadas muitas vezes por funcionários mal-intencionados. A mentalidade consolida esses hábitos, criando um direcionamento sobre a maneira de as equipes realizarem tarefas importantes para sua proteção. Construir uma forte cultura de segurança, portanto, significa apresentar ações e metas para encorajar funcionários a mudarem seu comportamento, adotando procedimentos recomendados para a segurança da empresa e evitando ações que podem colocá-la em risco, como a instalação de um vírus ou de um malware.

Essa é uma seleção de conteúdo da Reed Exhibitions Alcantara Machado sobre o mercado. Para continuar lendo, visite IPNews com a matéria completa.

Facebook Comments