Empresas de segurança atribuem bons resultados a marketing

Empresas de segurança atribuem bons resultados a marketing

Novas em mídias de massa, players do setor apostam em atributos como tranquilidade e solidez

O setor de segurança patrimonial não está entre aqueles que têm relacionamentos longevos com a mídia ou os departamentos comerciais dos veículos. Entretanto, com objetivos diversos, empresas da área têm expandido sua comunicação às massas nos últimos anos – alcançando resultados comerciais expressivos em anos de crise econômica.

Um dos pioneiros na estratégia foi o Grupo Souza Lima. Em 2010, ao entrar em programas de rádio, a empresa esperava aumentar seu conhecimento de marca. Depois, ampliou para a TV fechada e, atualmente, se aventuram em salas de cinema e programas esportivos. Por um breve período, a companhia também se aproximou da televisão aberta, mas, segundo Cacá Fernandes, diretor de marketing do Grupo Souza Lima, não obteve sucesso.

Suas concorrentes, mesmo que à época da estreia do Grupo na rádio não participassem dos intervalos comerciais, eram nomes tradicionais do mercado, como a Protege e a Security, ambas com cerca de quatro décadas de atuação.

 

Essa é uma seleção de conteúdo da Reed Exhibitions Alcantara Machado sobre o mercado. Para continuar lendo, visite Meio e Mensagem.

Facebook Comments