Segurança eletrônica no país deve crescer 6% este ano

Segurança eletrônica no país deve crescer 6% este ano

Ao contrário da maioria dos setores da economia brasileira, a segurança eletrônica deve crescer em 2016, e o número não é pequeno. A projeção é de 6%, o que representa menos da média verificada nos últimos cinco anos, que foi de 9%. Mas no entanto, é muito maior que o Produto Interno Bruto (PIB) projetado para este ano pelo Boletim Focus, do Banco Central, que aponta um decréscimo de 3,22%.

De acordo com a Associação Brasileira de Empresa de Sistemas Eletrônicos de Segurança (Abese), o setor encerrou 2015 com um faturamento de R$ 5,4 bilhões e pode fechar este ano com R$ 5,7 bilhões. Na distribuição nacional do mercado de sistemas eletrônicos, Minas Gerais representou 8,5% em 2015, quando as empresas faturaram cerca de R$ 460 milhões. Para este ano, deve alcançar R$ 486,5 milhões.

 

Essa é uma seleção de conteúdo da Reed Exhibitions Alcantara Machado sobre o mercado. Para continuar lendo, visite o site Hoje em dia com a matéria completa.

Facebook Comments