Santander abre linha de crédito para equipamentos de energia solar

Santander abre linha de crédito para equipamentos de energia solar

PAINÉIS DE ENERGIA SOLAR SENDO INSTALADO EM TETO DE RESIDÊNCIA. COMPRA DESSES EQUIPAMENTOS SERÁ INCENTIVADA PELA NOVA LINHA DE CRÉDITO DISPONIBILIZADA PELO SANTANDER (FOTO: JOE RAEDLE/ GETTY IMAGES)

Com juros a partir de 0,99% ao mês, financiamentos poderão ser contratados diretamente nas agências do banco

geração solar de energia no Brasil deve ganhar um reforço depois de o banco Santander anunciar, hoje (29/8), uma linha de crédito especial para financiar a compra de equipamentos fotovoltaicos. Os financiamentos poderão ser obtidos com juros mínimos de 0,99% ao mês – no caso de parcelamentos em até 36 vezes.

Já nos período superiores, a taxa sobe para 1,08% mensal. Os prazos limite para pessoas físicas é de 48 meses, enquanto, para empresas, será possível contratar o crédito em até 60 vezes. Por sua vez, produtores rurais que utilizarem a modalidade CDC Agro Solar terão taxa de 1,12% ao mês, com a possibilidade de pagamento com parcelas semestrais em até 48 meses.

Para efeito de comparação, hoje, a taxa mais baixa praticada é de 1,69%, segundo o Santander. O banco estima que, com as novas condições, o valor de R$ 1,8 bilhão será desembolsado em financiamentos até 2021 – para ter mais segurança no processo, foi obtido um financiamento com o Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) de US$ 100 milhões, hoje equivalentes a R$ 412 milhões.

 

Essa é uma seleção de conteúdo da Reed Exhibitions Alcantara Machado sobre o mercado. Para continuar lendo, visite Época Negócios.

Facebook Comments