Equatorial faz lance único em leilão e arremata a Companhia de Energia...

Equatorial faz lance único em leilão e arremata a Companhia de Energia do Piauí

Representantes da Equatorial, durante cerimônia de batida de martelo de arremate da Cepisa, nesta quinta-feira (26) na sede da B3, em São Paulo (Foto: Luísa Melo/G1)

Distribuidora é a 1ª de 6 empresas controladas pela Eletrobras que governo pretende privatizar. Oferta garantirá redução de 8,5% na conta de luz e uma arrecadação de mais de R$ 95 milhões ao governo.

A Equatorial Energia comprou nesta quinta-feira (26) a Companhia de Energia do Piauí (Cepisa), no 1º leilão de privatização de distribuidoras controladas pela Eletrobras, realizado na sede da B3 (antiga BM&F Bovespa), em São Paulo. A empresa foi a única a dar lance no leilão.

O leilão da Cepisa foi tratado pelo governo como primordial para dar uma sinalização positiva para o mercado e acionistas da Eletrobras.

Sobre o fato de uma única empresa se interessar pela Cepisa, o ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, disse que “o objetivo do governo era começar” (o processo de venda das distribuidoras). Ele acrescentou ainda que a Equatorial é um grande grupo e bem preparado para atender o Piauí “com energia barata e de boa qualidade”, uma vez que já está presente no Nordeste.

A Equatorial Energia é uma holding que controla a Cemar, no Maranhão, e a Celpa, no Pará, e tem importante participação no capital da Termoelétrica Geranorte. De capital pulverizado, a companhia tem entre seus acionistas a Blackrock, Opportunity e Squadra Investimentos, além de 69,7% de participação de administradoras e minoritários.

Essa é uma seleção de conteúdo da Reed Exhibitions Alcantara Machado sobre o mercado. Para continuar lendo, visite G1.

Facebook Comments