Sucroenergéticas no azul: lucratividade das maiores empresas do setor

Sucroenergéticas no azul: lucratividade das maiores empresas do setor

O ano de 2017 apresentou inúmeras dificuldades para as empresas de açúcar e etanol. Em relação a outros 25 setores da economia, as sucroenergéticas ficaram abaixo da média em sete indicadores econômico-financeiros, conseguindo um resultado positivo apenas na margem Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização).

Por outro lado, comparando o setor com ele mesmo em anos anteriores, é possível verificar uma sensível melhora no lucro líquido ajustado e nas vendas líquidas, por exemplo. A afirmação se baseia nos dados divulgados anualmente pela revista Exame, que compila os resultados das 1.000 maiores empresas do país.

Essa é uma seleção de conteúdo da Reed Exhibitions Alcantara Machado sobre o mercado. Para continuar lendo, visite Nova Cana com a matéria completa.

Facebook Comments