Após aprovação relâmpago no Senado, Temer assina decreto que regulamenta Rota 2030

Após aprovação relâmpago no Senado, Temer assina decreto que regulamenta Rota 2030

O presidente Michel Temer discursa durante a abertura do Salão do Automóvel, em São Paulo.

O presidente Michel Temer (MDB) assinou o decreto que regulamenta a medida provisória de criação do Rota 2030, novo programa de incentivos para o setor automotivo brasileiro. Temer assinou o decreto minutos depois da aprovação no Senado.

O pronunciamento aconteceu na abertura do Salão do Automóvel 2018 (8 de Novembro), data de assinatura do decreto. O programa estipula regras que as montadoras deverão seguir para melhorar o consumo de combustível. As empresas, entretanto, irão investir em carros híbridos, elétricos e flex, aumentando o consumo de combustível limpo e renovável.

A tendência é para o aumento do consumo de combustível renovável, colaborando com o incremento na indústria de automóveis, diminuindo a emissão de CO2 e estimulando as novas tecnologias.

A principal medida do novo regime é a concessão de até R$ 1,5 bilhão por ano de crédito tributário à indústria, caso as montadoras participantes do Rota 2030 invistam, pelo menos, R$ 5 bilhões ao ano em pesquisa e desenvolvimento.

Pelos cálculos do governo, a renúncia total de receita deverá ser da ordem de R$ 2,113 bilhões para 2019 e de R$ 1,646 bilhão para 2020.

Essa é uma seleção de conteúdo da Reed Exhibitions Alcantara Machado sobre o mercado. Matéria publicada originalmente em Nova Cana.
Produzido por: Ana Tissoni

 

Facebook Comments