Monóxido de carbono, o acúmulo que pode ser mortal

Monóxido de carbono, o acúmulo que pode ser mortal

É preciso estar de olho nesse alerta, afinal, o acúmulo do monóxido de carbono pode ser mortal. Para isso, é fundamental entender o mecanismo de funcionamento do equipamento de queima de combustível típico, onde é preciso extrair o ar do ambiente em que está instalado para manter a combustão, ou seja, uma chama. Ele também é projetado para garantir uma exaustão segura dos resíduos de combustão ao ar livre.

Tudo ótimo então. Não teremos problemas. Aí é que mora o perigo. Se o equipamento não estiver funcionando corretamente, esses gases – incluindo o monóxido de carbono – podem fluir para dentro de casa onde podem acumular-se a níveis perigosos. Em casas mais herméticas como as de hoje em dia, esses níveis podem mais rapidamente chegar a volumes estratosféricos.

Dito isso, é inerente manter a manutenção de seus equipamentos em dia e querendo adicionar uma camada a mais de proteção, instalar detectores de monóxido de carbono certificados, algo muito corriqueiro no exterior mas ainda não aqui no Brasil. Na verdade, em muitos lugares mundo afora, são parte básica de segurança em casa e agora exigido por lei em algumas jurisdições, tais como Ontário e território de Yukon, no Canadá.

Tanto que a Canadian Standards Association (CSA) ou a Underwriters Laboratories do Canadá (ULC) certificam os equipamentos que estão em conformidade e a indicação é que os detectores sejam instalados em dormitórios, ambientes de convívio e nos corredores dos pavimentos.

Por dentro dos riscos

Informe-se sobre a correta instalação e funcionamento de qualquer sistema ou equipamento alimentado a combustível. Mesmo assim, é boa prática perguntar sempre a um especialista, seja seu fornecedor local de combustível ou empreiteiro de aquecimento.

Esteja ciente da despressurização

A despressurização ocorre quando acontece a exaustão do gás para o ar livre, reduzindo a pressão de ar interna a ponto dele ser atraído de volta. Geralmente a maneira mais fácil é pela chaminé, que permite a passagem de vapores de combustão perigosos, tais como monóxido de carbono, no repouso. Dispositivos que podem contribuir para esta situação incluem sistemas de aspiração central, exaustores de banheiro, entre outros.

Certifique-se

Fornos a óleo e gás podem exigir uma fonte desobstruída de ar exterior.

De olho no sistema

Considere a compra de um sistema que sele a combustão, desconectando por completo o processo de combustão no interior do edifício.

Quanto menos ar melhor

Se você não pode ou não tem acesso a um sistema de aquecimento selado, procure um modelo que precise de menos ar para a combustão e diluição.

 Abra as janelas

Você sabia que lareiras a lenha produzem monóxido de carbono? Se você tem uma em sua casa, abra uma janela – mesmo que o mínimo possível – quando usá-la.

Reconheça a intoxicação por monóxido de carbono

Os sintomas de envenenamento por monóxido de carbono de baixo nível são semelhantes dos da gripe: dores de cabeça, sensação de cansaço e mal-estar. Em níveis mais elevados, pode causar desmaios e falta de ar, levando até mesmo a óbito.

Facebook Comments

Deixar uma resposta