Iluminação evita fadiga médica em salas de operação

Iluminação evita fadiga médica em salas de operação

Um hospital dinamarquês está fazendo experiências com cor saturada em sua sala de operações numa tentativa de reduzir a fadiga dos cirurgiões e enfermeiros e melhorar o conforto visual durante procedimentos médicos críticos.

A iniciativa vem sendo empregada em um centro cirúrgico de um hospital universitário em Aarhus, município da Dinamarca, localizado na região central do condado homônimo, com cerca de 238 mil habitantes. Com painéis de LED equipados com ajuste de cor e central de downlight com uma matriz, a luz verde é usada durante procedimentos guiadas para eliminar o cansaço, enquanto a luz branca com renderização de cor elevada é empregada nos casos de cirurgias abertas.

 

Mais que ninguém, os pacientes também merecem atenção especial e são recebidos com um suave e quente ajuste de iluminação usado para sua chegada. A opção por essa configuração é explicada para criar uma sensação de segurança e definir um clima agradável no check-in e principalmente despertar do cliente ao término do procedimento.

Todos os cenários possíveis, com intensidades, focos, temperaturas, entrega de luz, entre outros, foram criados previamente e com a participação do cirurgião consultor Henrik Vad e a enfermeira do departamento Annette Johnsen, tornando possível que sejam selecionados por meio de um completo painel e com apenas um clique.

Durante as configurações da iluminação colorida, profissionais que necessitem de condições visuais máximas e ideais de renderização da cor branca, por exemplo, tem eles próprios acesso ao sistema e podem deixá-lo com “a sua cara”. Já os anestesistas, que usam uma iluminação com ponto alvo e acima da cama para monitorar o paciente, sua aparência e tons de pele, tem um perfil específico com essa finalidade.

A configuração direcional de luz branca encontra-se disponível ainda ao longo de todas as paredes da sala, tornando as condições de trabalho de enfermeiras e instrumentistas mais seguro, minimizando o risco de erros.

Todo o equipamento de iluminação para a solução foi fornecido pela Lightcare, marca dinamarquesa especializada em iluminação circadiana para o setor de saúde e que leva em consideração as necessidades individuais de residentes, pacientes e funcionários na criação de uma luz mais saudável. A empresa está instalando no momento sistemas semelhantes de ajuste de cor em 26 alas do Hospital Universitário em Skejby, já o tem implementado em cinco salas de cirurgia e na UTI do Hospital Regional da cidade de Silkeborg e nas UTIs do Hospital Universitário de Odense e Hospital Universitário de Svendborg.

Facebook Comments