Assédio na indústria da hospitalidade

0
18

A indústria de hospitalidade é conhecida por ter uma das mais altas taxas de incidentes globais de assédio, se comparada com os outros mercados. Todos os dias, diversos fatores podem levar a mal-entendidos, conflitos de personalidade e várias formas de má conduta, incluindo posturas inadequadas. Entender o tema é muito importante para trabalhar na indústria hoteleira, para que se saiba o que fazer se você ou alguém que conhece passar por essa situação. E também como impedir que isso aconteça.

O assédio é qualquer comportamento repetitivo indesejado que ofenda, humilhe, intimide uma pessoa e a segmente com base em características como idade, sexo, religião, raça ou etnia. Uma pesquisa recente, realizada pela United Voice, constatou que 86% dos trabalhadores da hotelaria se sentiram inseguros, desconfortáveis ou em risco em seu local de trabalho. No local de trabalho, pode acontecer entre os funcionários, mas também entre clientes e empregados. Pode ser verbal, físico ou emocional e vem em muitas formas, sendo uma das mais corriqueiras o bullying. E podem acontecer em qualquer lugar, a qualquer hora e não são restritas às quatro paredes de uma empresa. Como regra geral, um comportamento que seja considerado inadequado durante o trabalho deve ser encarado da mesma maneira quando você está com colegas fora do local ou horário de expediente.

Se você se encontra em uma situação ou ambiente onde está sendo assediado ou intimidado, primeiramente, verifique para ver se sua organização tem uma política ou um código de conduta anti-assédio. Se não houver alguma, há ações que você pode tomar, se sentir-se confortável em fazê-lo. As principais sugestões são confiar em seu supervisor ou gerente para cuidar do caso ou ligar para uma linha de apoio.

Já se você é testemunha de um comportamento que viola uma política anti-assédio ou anti-bullying, pode preferir não se envolver. Mas lembre-se que faz parte de sua responsabilidade contribuir para garantir que o ambiente de trabalho seja profissional e seguro. Tenha em mente que às vezes a vítima pode não se sentir confortável o suficiente para tomar uma atitude por conta própria, e o apoio de um terceiro pode ajudar a colocar fim a qualquer tipo de situação. Algumas opções são denunciar o incidente anonimamente por meio da linha direta do local de trabalho, enviar um e-mail ou carta anônima para um supervisor ou gerente, oferecer-se para ajudar alguém que você sente ter medo de resolver o caso sozinho se o assediador está presente, conversar com o agressor ou mesmo confrontá-lo sobre o ocorrido.

Em todo o mundo, campanhas ajudaram a definir uma onda de reação ao longo de várias indústrias, incluindo a de hospitalidade. Algumas das mais reconhecidas são Time’s Up Now, #MeToo, Good Night Out, Hands Off Pants On, Respect is the Rule e Ask for Angela.

Leis e pontos de vista sobre assédio e bullying no local de trabalho mudam de país para país, então certifique-se de ler sobre como seu sistema jurídico local os define. Se você é vítima ou testemunha de alguma dessas práticas, certifique-se de colocar a sua segurança em primeiro lugar ao lidar com o problema e nunca fazer algo com que não se sinta confortável.

Quer se atualizar sobre as principais novidades do mercado? Então assine a newsletter da Equipotel!

Assine agora!