Pesquisa revela comportamento de hóspedes de negócios no Brasil

0
888

A Mapie e o blog de tendências Disque9 realizaram uma pesquisa inédita no Brasil sobre a identificação dos hábitos, preferências e comportamentos dos hóspedes corporativos e de lazer nos hotéis no País. O trabalho, dividido em duas etapas, visa compreender essas necessidades e desejos para mostrar como isto interfere nos produtos, serviços e processos do negócio. A primeira etapa contou com o apoio do Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (FOHB) e das redes InterCity, Atlantica e Deville. A segunda fase, direcionada aos hóspedes de lazer, contou com o apoio da Resorts Brasil. “Quisemos aprofundar o entendimento geral e buscamos compreender como se comportam os hóspedes de negócios e de lazer de todos os gêneros, idades e perfis”, afirmam Carolina Haro e Tricia Neve, sócias-diretoras da Mapie.

A amostragem da Mapie foi feita com 1.113 pessoas/hóspedes em 24 estados do Brasil e no Distrito Federal, entre julho e setembro de 2013, sendo que a maioria (38,30%) tem entre 30 e 40 anos. 70% são homens e mais de 85% têm curso superior completo ou pós-graduação. No quesito renda familiar, a maioria, ou 32,11%, ganha entre R$8.000,00 e R$15.000,00.

De um modo geral, as respostas dos entrevistados no Nordeste não divergem das entrevistas realizadas em outras regiões. Entre todos os estados nordestinos, em Pernambuco, o que mais chamou a atenção dos avaliadores foi que este é o Estado brasileiro que mais aproveita para visitar atrativos turísticos nas cidades em que viaja a trabalho. Na Bahia o critério mais importante para escolha de um hotel é a segurança, divergindo da média nacional. E no Ceará, o silêncio no apartamento é o segundo item mais importante da estrutura física do hotel, sendo que este item aparece em quarta posição no resultado nacional.

 

Essa é uma seleção de conteúdo da Reed Exhibitions Alcantara Machado sobre o mercado. Para continuar lendo, visite o site ABEOC BRASIL para ver a matéria completa.