Tom Harvey, novo diretor de clientes da YesMore, explica os perigos que envolvem o marketing no Instagram para marcas de bebidas alcoólicas e oferece algumas soluções para esses problemas.

Se você trabalha com marketing de bebidas e já deu uma olhada nos concorrentes nas redes sociais, uma coisa é clara: o Instagram é um campo minado para os profissionais de marketing de bebidas alcoólicas.

Você verá algumas marcas com um aviso de idade (evitando que menores de 18 anos visualizem) seu conteúdo, e muitas delas não. Ou marcas que simplesmente usam seu espaço de “biografia” para dizer aos seguidores que precisam ter mais de 18 anos (ou 21) para segui-las, como se uma garota de 17 anos considerasse o aviso.

Também notamos que algumas marcas preencherem essas mesmas biografias com informações legais – até oferecendo um link para download de PDF com os termos e condições para a criação de conteúdo para o usuário, considerando todas as plataformas sociais sem focar especificamente o próprio Instagram.

O resultado de tudo isso é uma bagunça: contas com conteúdo fechado, mal postado em alguns casos, sobrecarregando os usuários com PDFs para ler (o que provavelmente será ignorado completamente) e com o tom de seus perfis mostrando claramente que não estão seguindo as regras corretamente. Em última análise, esta é uma experiência ruim tanto para as marcas quanto para os consumidores.

Essa é uma seleção de conteúdo da Reed Exhibitions Alcantara Machado sobre o mercado. Para continuar lendo, visite o site Drinks International com a matéria completa